sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

SAIU O EDITAL PARA AUDITOR!




SAIU O EDITAL PARA AUDITOR!


Auditor do Município de Santos - SP
Requisito: Nível Superior (Administração, Economia, Ciências Contábeis, Ciências Atuariais, Engenharia, Ciências da Computação ou Direito)
Será uma vaga
Vencimentos: R$ 7.363,55 + R$ 3.681,78 (Adic. ativ. Tribut.) + 456,94 (aux. alimentação)
Total: R$ 11.502,27
Carga Horária: 40 horas
A banca realizadora do certame é o Instituto Brasileiro de Administração Municipal – IBAM

Inscrição via internet: acessar o endereço eletrônico www.ibamsp-concursos.org.br, durante o período das inscrições, dia 17 de janeiro de 2020 até o dia 13 de fevereiro de 2020.
Taxa de inscrição: R$ 92,00 (noventa e dois reais);
Aplicação da Prova Objetiva – data prevista: 08/03/2020
Mínimo na prova Objetiva de 50% dos acertos – Habilitados os 30 primeiros candidatos.
Haverá Prova de Títulos Acadêmicos


Matérias:                          

Língua Portuguesa – 10 questões
Conhecimentos de Informática – 08 questões
Conhecimentos Específicos – 32 questões
- Direito Tributário:
- Direito Administrativo:
- Direito Empresarial:
- Direito Penal:
- Economia:
- Matemática Financeira
- Contabilidade Geral:
- Legislação tributária municipal:

Faça a reta final com a equipe da Oficina da Aprovação e seja o próximo aprovado.
Coaching e Mentoria para provas e concursos   CLIQUE AQUI

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Um convite à Resiliência


a arte de não resistir

Esse foi um ano de “perdas”.
Perdi um concurso para o qual me dediquei bastante. (na verdade ele que me perdeu :P)
Perdi minha vesícula.
Perdi muitas crenças.
Não perdi os quilos que planejei, nem tudo é perfeito.


Me peguei diversas vezes escrevendo esse texto. Não saía. Não por falta de comprometimento com vocês. Mas era tanto, tanto para falar, mas tão pouco a dizer. Me contive. Nas minhas horas vagas de concurseira (se é que isso existe) eu sou uma fã insaciável de física quântica. Estudiosa voraz do assunto.

Dizem tais leis universais que todos os acontecimentos de nossa vida se dão por ressonância. No universo quântico das infinitas possibilidades, nós atraímos exatamente aquilo que precisa ser curado em nós.
Eventos e mais eventos que se repetem. Não, não é o universo te testando. Não é um velhinho de barba branca te condenando lá de cima de suas nuvens. É o seu processo te transformando, te moldando, te lapidando.

Enquanto eu dizia a mim mesma que eu precisava resistir, a vida me convidava a resilir.
Resistência e Resiliência. Forças diametralmente opostas, mas lado a lado, confirmando as polaridades da física quântica, mais uma vez.

Logo eu.. que sempre prezei pela bravura romana, talvez, agora, devesse aprender com a coragem dos brandos. E em vez de remar contra a maré... fluir com a força das correntezas.

Em vez de querer me encaixar...  pertencer.    
Em vez de gritar ao mundo com a fúria de um guerreiro... silenciar       
Em vez de brigar pelos meus sonhos... celebrar os caminhos que a vida me deu            
Em vez de resistir bravamente (bravura que vem da mente, instinto protetor)... resilir corajosamente (a coragem que vem de um coração desperto e consciente).

.. Porque há de se ter muita coragem para permitir que o processo te transforme e te engrandeça.
Há de se ter muita coragem para olhar para o telhado que se perdeu e ver o quanto o seu céu pode brilhar.

Há de se ter muita coragem para saber perder, porque saber perder é saber se reinventar.
Perder esse concurso talvez tenha sido o meu grande ganho. Foi nessa perda que descobri forças e potencialidades que eu sequer imaginava. Descobri caminhos e oportunidades com os quais eu sequer sonhava.          

Então, meu amigo concurseiro, não tenha medo de perder. Não tenha medo da reprovação. “Progresso é melhor do que perfeição”. Deixo o meu convite a você, caro concurseiro, para que, nesse final de ano, olhe para o seu processo de estudos, resignificando cada momento que passou, cada etapa que venceu, cada estrela que brilhou

E pensando bem, como eu poderia vir aqui, reclamar por ter “perdido” meu chão.. se eu ganhei asas pra voar.. É como diz o ditado: “quem perde o telhado ganha as estrelas”
E como.. como tem brilhado esse meu céu.

PAOLA TUZANI. PROFESSORA, FUTURA AUDITORA, APAIXONADA PELA VIDA E FALANTE PELOS COTOVELOS.

SER MULHER CONCURSEIRA.

O DESAFIO DE SER MULHER E CONCURSEIRA.               









.
Ser mulher já é um grande desafio.


Mundo machista, em que as mulheres ainda precisam provar, o tempo todo, a sua mais valia. 
Ser mulher e concurseira carrega ainda mais desafios. 



Já quis ser uma porção de coisas e não fui, Adiei planos: Enterrei sonhos. Convenci a mim mesma da incapacidade de outras tantas possibilidades.

De médica a fotógrafa.  De grande executiva de multinacional a escritora. São sonhos que carrego em mim. Virei advogada e servidora pública. Porque, acima de tudo, eu queria estabilidade um bom salario. 


Essa escolha também me fez fazer outras opções, é o preço. 

Cada escolha carrega um peso em si.Carreguei o peso da incerteza da aprovação, o medo da incapacidade, o desespero de ver o tempo passando e minha vida parecer estar "estacionada".


Queria ter filhos. Precisava exercer os outros papéis que a sociedade me cobrava mãe, dona de casa, profissional de sucesso, mulher fitness e sarada. Eu mesma queria ser tudo isso em uma só. E queria logo Tinha pressa Sofri de ansiedade Passei muita angústia. 

A cada reprovação (e passei por um bocado), eu achava que todos os outros papéis que queria desempenhar estavam cada vez mais longe.


Eu acreditava que esses outros papéis só poderiam ser desempenhados quando eu estivesse no cargo sonhado.



Sonhava em ser Auditoria da Receita Federal ou Agente Fiscal de Rendas de São Paulo. 

Só que, no meio desse caminho, virei Analista Tributária da Receita Federal e, mais tarde, Agente da Fiscalização de um Tribunal de Contas. 



Parei ai. Achei mesmo, em uma decisão racional, que ali era o fim da linha da minha paciência com estudos. Porque eu precisava e queria desempenhar os meus outros papéis.

Na época, a impressão que dava às pessoas era que eu estava desistindo do sonho de ser Auditora da Receita Federal ou Agente Fiscal.


Mas era muito mais do que simplesmente desistir. Era sobre querer ser outras coisas e outras Fernanda além de concurseira, meu salário já era bom, com ótimas perspectivas. 

Estavam num ambiente legal de trabalho e tinha a sonhada estabilidade.


Então, pude abrir espaço para os outros papéis. Eles chegaram também. Ao seu tempo. Simplesmente porque não desisti de nenhum deles.



Gosto mais de alguns. Outros, menos. Mas o que vejo agora é que sofri muito por cada um enquanto não os tinha não aproveitei tanto a caminhada, pensando na chegada.



A estabilidade chegou. O sonho se realizou. A luta se concretizou. 



Porque essa caminhada é rica e nos ensina muito mais do que as matérias de um edital. Ensina a paciência, a lidar com frustrações, a autoconfiança, a vencer o cansaço físico e mental.. elementos essenciais para o desempenho de todos os outros papéis da vida.





Femanda Keid 




Ex-concurseira, administradora, advogada, assessora do TCE-SP, mãe de gêmeos e 3 cachorros, fitness e não tão sarada.






quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Fiscal de Tributos do Município São Vicente – SP




SAIU O EDITAL PARA FISCAL!
Fiscal de Tributos do Município São Vicente – SP
Requisito: Nível Superior (Curso Superior em Economia, Ciências Contábeis, Administração de Empresas, Direito ou Engenharia)
Concurso Público terá validade de 2 (dois) anos, a contar da data de homologação de cada Cargo, podendo ser prorrogado, a critério da Prefeitura Municipal de São Vicente, por igual período. Será formado Cadastro de Reserva
Vencimentos: R$ 2.415,82 + R$ 314,00 Abono + R$ 303,00 CB
Carga Horária: 40 horas
A banca realizadora do certame é IGECS – Instituto de Gestão de Cidades.
Será admitida inscrição via internet, através do site: Diretamente pelo candidato no site www.igecs.org.br, solicitada das 08:00h do dia 26 de novembro de 2019 até as 23:59h do dia 18 de dezembro de 2019.
Taxa de inscrição: R$ 72,00
A realização da Prova Objetiva está prevista para o dia 12 de janeiro de 2020 (DOMINGO).
Mínimo na prova de 50% dos acertos
Matérias:                  
Língua Portuguesa – 12 questões
História e Características Gerais de São Vicente – 08 questões
Conhecimentos Específicos – 20 questões
- Administração: ( administração pública, contratos individuais de trabalho e administração de recursos humanos)
- Direito Tributário:
- Direito Civil:
- Direito Constitucional:
- Direito Empresarial (comercial):
- Direito Administrativo:
- Contabilidade:
- Contabilidade Tributária:


Faça a reta final com a equipe da Oficina da Aprovação e seja o próximo aprovado.

Coaching e Mentoria para provas e concursos
                                    
                                                                           http://mentoria.oficinadaaprovacao.com.br

Auditor do Município de Bagé - RS



SAIU O EDITAL PARA AUDITOR!
Auditor do Município de Bagé - RS
Requisito: Nível Superior (Curso Superior em Ciências Contábeis ou Direito)
Será uma vaga mais Cadastro Reserva
Vencimentos: R$ 5.280,56 + 100% adicional de dedicação exclusiva
Total: R$ 10.561,12
Carga Horária: 40 horas
A banca realizadora do certame é Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências – FUNDATEC
Será admitida inscrição via internet, através do site: Diretamente pelo candidato no site www.fundatec.org.br de 22/11 a 20/12/2019.
Taxa de inscrição: R$ 95,00 (noventa e cinco reais);
Aplicação das Provas Teórico-Objetivas – data provável: 26/01/2020 - Domingo – Manhã
Mínimo na prova de Conhecimentos Específicos de 50% dos acertos
Matérias:                  
Língua Portuguesa – 10 questões
Matemática/Raciocínio Lógico – 10 questões
Conhecimentos Específicos – 20 questões
- Direito Tributário:
- Direito Administrativo:
- Direito Constitucional:
- Contabilidade Geral e Gerencial:
- Contabilidade Aplicada ao Setor Público:
- Administração e Finanças Públicas:
- Gestão e Planejamento da Auditoria.


Faça a reta final com a equipe da Oficina da Aprovação e seja o próximo aprovado.

Coaching e Mentoria para provas e concursos
                                    
                                                                           http://mentoria.oficinadaaprovacao.com.br


sexta-feira, 15 de novembro de 2019

A arte de celebrar



Eu sempre acreditei que tudo na vida tivesse um propósito maior do que as coisas em si.
Como seres espirituais que somos, o que quer que fosse que nos propuséssemos a fazer nesse plano terreno seria um meio de nos transformar em seres melhores.

Do ponto de partida ao “ponto de chegada”: o crescimento e a transformação.
Se tem algo que a escolha pelo concurso veio me ensinar enquanto ser humano é saber compreender o tempo da vida, a colocar persistência na rotina. Treinar a esperança.
Mas sabem o que talvez seja o mais difícil nessa trajetória? É perceber a grandeza das pequenas vitórias. É perceber as conquistas e aprendizados no meio do caminho.
Nós queremos logo o topo. Se o resultado não for o nome na lista, o sentimento de fracasso toma conta de nós. E assim, muitas vezes, não percebemos o quanto já avançamos do ponto A ao ponto B.

Aprenda a celebrar, disse o coach.

Entre os diversos sentidos de celebrar, do latim celebrare, dois me chamaram a atenção: trazer à memória e festejar o mérito.
Trazer à memória no sentido de olhar pra trás. Você pode não ter chegado lá ainda, mas a celebração te convida a vibrar por cada passo que já deu até aqui.
E festejar o mérito, no sentido de que você está exatamente onde se coloca. Parece duro dizer isso. Mas veja quanto empoderamento essa percepção te traz.
Acho que isso resume bem a filosofia de Daisaki Ikeda: “com amor e persistência tudo é possível”. Amor com você mesmo, para compreender e aceitar o seu tempo, e persistência para seguir adiante, na certeza de que, lá do outro lado, o encontro será com você mesmo mesmo, na sua melhor versão, e essa será sua grande vitória. Afinal, "evolução não é chegar mais alto, mas sim chegar mais perto, mais perto de si mesmo", do seu propósito e da sua essência.

Paola Tuzani. Professora, concurseira e apaixonada pela vida

quinta-feira, 7 de novembro de 2019


CONCURSEIRO HOLÍSTICO

Dizem que o preço de qualquer coisa é a quantidade de vida que você troca por ela.



Eu sempre vivenciei o conflito entre uma vida hedonista e até que ponto a prática da austeridade era necessária. Eu sempre tive mil planos para depois da tão sonhada posse, afinal, quem não os tem? São eles que, pendurados na nossa parede ou anotados em nosso caderno, nos dão a motivação para continuar após um dia ruim e até para insistir na estatística inferencial. (tem que ter muita vontade de conhecer as Maldivas, pra lidar com covariância, eu digo).
Só que eu também queria viver o agora. Afinal, quem não quer? “Mas eu não sou todo mundo, já dizia minha mãe”.

Cheguei a um acordo comigo mesma. Eu fico em cima do muro, simples assim. (A teoria comportamental chama de equilíbrio. Buda chamou de o caminho do meio.)

Eu evoluo sorrindo.       

Eu danço na chuva.       

Se sábado à noite não vai ser de balada, Zanella de Pietro será minha mais doce companhia.  

O processo precisa ser prazeroso. Você precisa curtir o processo e alegrar-se enquanto carrega os tijolos do seu castelo. E então você poderá permitir-se viver plenamente o agora, enquanto trabalha arduamente o futuro. Tal qual a natureza (que vai ser sempre a lei maior, acredite você ou não). Começa semente até se tornar árvore, mas nesse meio tempo, em cada estação, é sombra, fruto e flor. A evolução é cíclica e em espiral.

Um dos meus autores preferidos, Hal Elrod, diz algo que eu carrego como um mantra: “A pessoa que você está se tornando é muito mais importante do que o que você está fazendo, mas é o que você está fazendo que determina a pessoa em que você está se tornando”.

Eu queria ter falado de holística, perdi-me no caminho. Perdoem-me o lapso.

Paola Tuzani. Concurseira, professora e apaixonada pela vida.